A INCRÍVEL CAPACIDADE DE JAIR BOLSONARO DE NÃO SABER CONVERSAR COM OS CONTRÁRIOS

16 de Maio de 2019 | 08:28hs
Imagem [0]

O presidente Bolsonaro resolveu enfrentar os protestos ontem em todo o Brasil disparando ataques verbais de desqualificação do movimento.

De um lado declarou que os manifestantes eram idiotas e imbecis. Do outro, seus robôs na Internet, disparavam postagens mostrando manifestantes que não sabiam sobre o que estavam protestando e imagens de movimentações com as bandeiras dos partidos de esquerda.

Nas suas entrevistas, Bolsonaro disse que os estudantes e escolas em geral não estavam ensinando nada que preste. Justificou que aluno de oitava série não sabe nem fazer uma conta usando regra de três. Enfim, argumentou que a educação no Brasil vai muito mal graças  as esquerdas.

Neste caso, eu me pergunto, se vai mal não seria o caso de investir para melhorar? Ou o certo é cortar o dinheiro porque vai mal?

Em Brasília, o ministro da Educação foi ao Congresso explicar os cortes. Na ânsia de atacar o PT e jogar para a plateia do anti-lulismo, disse que o orçamento atual é culpa de Dilma Roussef.

Ora, Dilma saiu do Governo em 2016, três anos depois o ministro ainda quer dizer que um orçamento elaborado no ano passado para vigorar nesse, foi mal feito por culpa de Dilma.

Aliás, até agora o governo não consegue explicar direito porque cortou nas universidades e em outros setores não. Não explica que rombo é esse no orçamento que só apareceu de repente, do nada.

Até seria aceitável um argumento técnico sobre frustração de receitas, etc., etc., etc. Porém, associada a guerra dos últimos meses do governo contra as universidades, as postagens dizendo que a nossa universidade só tem vagabundo e maconheiro e a declaração que seria tirado dinheiro das universidades para cursos de filosofia ou sociologia, mostram que a razão dos cortes não é a mera falta de orçamento.

É uma guerra declarada do governo contra o ensino superior no País sob a alegativa que a universidade só serve para produzir comunista.

E no meio dos protestos, o governo ao invés de abrir o diálogo, demonstrar respeito aos manifestantes, buscar soluções, resolve responder chamando todo mundo de imbecil e idiota. Okay.

FÁTIMA VAI FAZER NOVA TENTATIVA DE VENDER OS ROYALTIES PARA PAGAR AS DÍVIDAS

16 de Maio de 2019 | 08:27hs
Imagem [0]

A governadora Fátima Bezerra anunciou que na primeira quinzena de junho fará um novo leilão para tentar vender aos bancos  a receita antecipada dos royalties até o último dia de sua gestão.

Num primeiro leilão realizado nenhum banco interessado apareceu.

O governo agora vai mudar a estratégia e tentar vender os royalties em lotes menores.

Por trás dessa venda a ideia que o governo apresentou que terá recursos para poder pagar a folha atrasada dos servidores estaduais.

Continuo dizendo que isso é um equívoco.

E uso o argumento de uma dona de casa para explicar porque é um equívoco.

Vamos supor que você ganha 1.000 por mês, gasta 1.100 e ainda existe uma dívida no banco.

Desses 1.000 que você ganha, digamos que 100 vem de uns picolés que você vende em casa.

Ai você faz um empréstimo para pagar parte da dívida e se compromete a repassar os 100 dos ´picolés para pagar esse empréstimo.

Ora, se vice tinha 1.000, gastava 1.100, havia um déficit mensal de 100. E se você não vai ter mais os 100 dos ´picolés, o déficit mensal aumenta agora para 200.

É isso que venho dizendo, vendendo os royalties o governo até paga parte do que deve aos servidores, mas em compensação o rombo nos cofres do Estado que já é superior aos 100 milhões de reais todo mês, vai ficar maior.

Ou seja, essa é a falsa solução. Engana a curto prazo, mas piora a médio e longo prazo.

ESTAMOS OU NÃO ESTAMOS VIVENDO UM MOMENTO DE NOVA POLÍTICA NO BRASIL?

16 de Maio de 2019 | 08:26hs
Imagem [0]

Eu tou fazendo um esforço danado para tentar entender que danado é isso de nova política, tanto que é pregada nas entrevistas dos que estão ocupando o governo federal.

O que é a nova política?

Penso que enquanto a atitude de não aceitar fazer política como trampolim para ibter vantagens pessoais pode ser sim a nova política.

Atuar na gestão pública para que o dinheiro do contribuinte seja revertido para obras e ações que melhorem a vida do povo pode ser sim a nova política.

Não fazer negociata com o poder, não aceitar suborno, não se corromper, se manter íntegro e se portar de forma ética é sim nova política.

Penso também que empregar 13 parentes nos gabinetes não é nova política.

Penso que pegar de volta parte dos salários dos servidores nomeados nos gabinetes não é nova política.

Penso que anunciar que só nomeia Procurador Geral da República alguém que for aliado do time, não é nova política.

Penso que nomear para cargos de ministro, alguém que confessou caixa 2 na campanha e que é acusado de receber propina, não é nova política.

Penso que pertencer a um partido com fortes indícios de usar laranjas para fazer caixa 2, não é nova política.

Penso que não aceitar diálogo com quem ousa pensar diferente, não é  nova política.

Penso que retaliar universidades porque o pensamento livre pode gerar pessoas que pensam diferente de mim, não é nova política.

Penso que sentar na cadeira de presidente e ao invés de governar consumir as energias em picuinhas nas redes sociais, não é nova política.

A nova política é muito bem-vinda. É necessária.

Mas não para servir apenas de discurso. Tem que dar testemunho diário.

JAIR E CARLOS BOLSONARO REVELAM NAS REDES SOCIAIS QUE VEM UM TSUNAMI POR AI

15 de Maio de 2019 | 16:34hs
Imagem [1]

Em postagem hoje no twitter o vereador Carlos Bolsonaro faz um alerta: “o que está por vir, pode derrubar o capitão eleito”. 

Nada mais disse.

O que será que está por vir?

Dias atrás, Bolsonaro já havia alertado que estaria chegando um tsunami por aí.

Penso que essa hecatombe imaginada não se trata de nenhum golpe no padrão “pedalada fiscal” ou coisa parecida.

O que está acontecendo é que o governo percebeu que não tem base parlamentar e começa a temer pelo pior. O confronto com os deputados nas votações recentes mostrou que o Centrão manda e desmanda. E o capitão não tem como enquadrar o tal Centrão.

O anúncio do tsunami está mais ligado as derrotas que o governo prevê que vai enfrentar no Congresso. E que deverão inviabilizar o Governo.

A carta de seguro que os Bolsonaros querem ter em mãos agora é o discurso de que está de mãos amarradas e o congresso impossibilita o governo de governar. A culpa é dos deputados e senadores.

De fato, há uma grande insatisfação dos congressistas que são frequentemente chamados de adeptos da velha política. Acusados de quererem sequestrar o governo.

FHC escreveu essa semana dizendo que sem o Congresso, Bolsonaro iria cair.

Talvez seja essa a questão em jogo. A ideia do marketing de governo é que Bolsonaro não aceita jogar o jogo, não se submete a pressão.

Daí pra frente, a população paga o pato de novo.

PREOCUPANTE MESMO É PARTE DA POPULAÇÃO ACHAR QUE UNIVERSIDADE SÓ SERVE PARA MACONHEIRO E VAGABUNDO

15 de Maio de 2019 | 16:30hs
Imagem [0]

Sobre essa guerra entre o governo de Jair Bolsonaro e as universidades federais, não quero nem entrar no mérito dos cortes ou contingenciamento. Essa é uma outra discussão.

Quero analisar o disparate que vejo nas redes sociais, milhares de pessoas aceitando e difundindo o discurso que nossas universidades são um antro de perdição.

Não me choca o Bolsonaro investir contras as universidades, ele é uma aberração com endereço certo,  me choca os milhões de pessoas que concordam e aceitam isso, vias redes sociais.

Aceitam o discurso de que nas nossas universidades só estudam maconheiros, lésbicas, gays e vagabundos. Que professores são responsáveis por essa balbúrdia toda.

A loucura chega ao ponto de pessoas tidas como sensatas admitirem que o certo mesmo seria fechar todas essas universidades. E restringir o estudo as escolas com padrão militar.

Fico aterrorizado com o que se está disseminando contra o ensino universitário com um aceite absurdo de parte da população.

Absurdo tal qual foi a reação de muita gente aceitando quando os Bolsonaros passaram a vender a ideia que não houve golpe militar no Brasil, não houve ditadura, não houve cerceamento de direitos.

Um conssentimento no ar diante de fatos históricos inquestionáveis e totalmente provados.

Gente, que loucura é essa!!!! 

Um governo que quer fechar universidades, que proibir estudante de pensar, quer proibir o conhecimento. Onde se viu isso?

O pior disso tudo, é essa massa de gente espumando pela boca contra quem pensa diferente dele. Uma guerra de ódios cada vez mais incendiária.

Estou pasmo. Inquieto. E temeroso com nosso futuro.

NINGUÉM CONSEGUE ENTENDER COMO QUE A CAERN DÁ PREJUÍZO

15 de Maio de 2019 | 16:29hs
Imagem [0]

Em 2015 e 2016 a Caern acumulou um prejuízo de 28 milhões de reais

Em 2018 o prejuízo foi de 10 milhões de reais.

Desde que foi criada, a companhia acumula mais de R$ 300 milhões de prejuízo.

A Caern vende água, um bem necessário à vida. Todos precisam de água todos os dias.

No Rio Grande do Norte, só ela pode vender água.

Ai me explica, como uma empresa vende algo que todo mundo precisa, só ela pode vender, e ainda tem prejuízo?

Não tem explicação não. Ou tem?

Por isso que eu defendo: vendam imediatamente a Caern. Passem pra iniciativa privada que no dia seguinte começa a dar lucro.

Enquanto não vendem, eu fico aqui querendo entender como que a Caern dá prejuízo. Como?

O DESAFIO DE FÁTIMA BEZERRA DE RECUPERAR AS ESTRADAS ESBURACADAS DO RN

15 de Maio de 2019 | 16:28hs
Imagem [0]

A situação das estradas do Rio Grande do Norte está de fazer pena.

Podemos contar nos dedos de uma mão as estradas que estão em boas condições. A grande maioria tá se transformando em tábua de pirulitos.

O governo Fátima Bezerra ainda não anunciou como pretende recuperar nossas estradas. Torço para que consiga.

Lá se vão quatro anos de Rosalba, quatro anos de Robinson e agora Fátima. Nesse tempo, só um remendo aqui e outro acolá.

Com a invernada boa que foi esse ano, os buracos se multiplicaram. Junto com os buracos vieram os acidentes, as mortes.

Estrada boa garante vidas.

Estrada esburacadas mata muita gente.

EM BUSCA DE NOME NOVO PARA MOSSORÓ, ARTICULADORES MIRAM EM PADRE CHARLES LAMARTINE

14 de Maio de 2019 | 11:47hs
Imagem [1]

Tem se tornado mais frequente nas rodas de conversa sobre política em Mossoró e nos alpendres a sugestão de que se busque um nome “novo” para a disputa de 2020.

Baseados na acentuada queda de intenções de voto em Rosalba Ciarlini e na falta de atratividade na oposição, vários articuladores políticos têm defendido a proposta do nome novo e diferente.

E quando o assunto é novidade, o nome que aparece de forma mais frequente é do Padre Charles Lamartine, diretor do Colégio Diocesano Santa Luzia.

Os defensores de Padre Charles argumentam que se trata de um nome com moral elevada, com perfil conciliador e com capacidade administrativa, conforme tem demonstrado na gestão que faz no Colégio Diocesano.

Pesa contra a indicação o fato do bispo da Diocese de Mossoró, Dom Mariano Manzana, ser completamente contrário a presença de sacerdotes nas chapas eleitorais.

Charles, por sua vez, tem enorme simpatia pelos assuntos políticos, tem sido ouvido algumas vezes e não foi taxativo com nenhum interlocutor que o procurou até o momento nem para um sim, nem para um não.

FLÁVIO BOLSONARO QUE AGRADEÇA INVESTIGAÇÃO SÓ TER QUEBRADO SIGILO, PODERIA TER SIDO PIOR

14 de Maio de 2019 | 11:46hs
Imagem [0]

O senador Flávio Bolsonaro está indignado com a decretação da quebra do seu sigilo fiscal e bancário e dos seus funcionários no gabinete quando era deputado estadual.

Em sua defesa diz que está sofrendo uma perseguição do Ministério Público e que a motivação é tentar manchar o governo de Jair Bolsonaro.

Interessante é que para Flávio, investigação dos outros é ótimo, mas com ele não. Quando os adversários foram alvos das mesmas medidas, Flávio foi rápido em aplaudir o MP, agora que o calo apertou no seu sapato, está indignado.

O fato é que o Flávio, o Queiroz, e o próprio Bolsonaro só deram desculpas esfarrapadas para as graves acusações que versam sobre a conduta deles. Basta lembrar os 24 mil reais depositados na conta da Michele, a esposa de Bolsonaro, o presidente disse que foi um empréstimo pessoal que fez, sem nenhum documento que comprove.

Pois bem, agora que a situação apertou, Flávio se diz um perseguido.

Ela que agradeça não ter ninguém preso preventivamente até agora, como tem sido praxe no velho e festejado sistema Lava-jato.

Da prisão pra delação é um passo.

VEREADORES GOVERNISTAS QUEREM QUE CARLOS AUGUSTO DIGA QUAL A ESTRATÉGIA PARA A CHAPA PROPORCIONAL

14 de Maio de 2019 | 11:45hs
Imagem [0]

O ex-deputado Carlos Augusto Rosado foi procurado recentemente por uma dupla de vereadores governistas que querem saber qual a estratégia para a eleição dos vereadores em 2020.

A preocupação apresentada a Carlos Augusto é quanto a alternativa que será oferecido para os edis apoiadores do governo que não tem condições de eleições nos atuais partidos em que se encontram.

O temor é que o Palácio da Resistência tenha apenas o PP como alternativa de partido a ser oferecida. A sigla tem o vereador Francisco Carlos como filiado de mandato e não tem outros filiados dispostos a servirem de esteira na composição da chapa proporcional.

O temor dos edis governistas é que Carlos Augusto tenha em mente concentrar os vereadores de mandato num único partido, inflando a bolha o máximo possível. O desfecho disso certamente seria  alguns mandatos sacrificados.

Sem uma luz no fim do túnel e temendo pelo pior, o aperreio fez o pessoal ir bater à porta de Carlos Augusto e pedir para ele esclarecer os planos futuros.

O resultado da conversa foi tão incerto como seu início. Carlos não demonstrou ter ainda horizonte claro à frente.

Ficou tudo na base do vamos aguardar mais um pouco.

Sou jornalista há 28 anos, advogado e professor de História. Não sei se sou competente, mas sei que sou responsável com minhas tarefas.

netoqueiroz@uol.com.br